Temos um relacionamento com Jesus?
   11/06/2024     Palavras de vida    0 Comments
Temos um relacionamento com Jesus?
Mateus 7:21-23 - Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no Reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus. Muitos me dirão naquele Dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? E, em teu nome, não expulsamos demónios? E, em teu nome, não fizemos muitas maravilhas? E, então, lhes direi abertamente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniquidade.
A nossa vida cristã permanece saudável?
Quando somos novos convertidos, tudo é uma novidade. Estamos a começar a conhecer os irmãos que congregam na nossa igreja local. Ainda há uma boa parte da Bíblia que não conhecemos. Reconhecemos que ainda há muitas coisas em nós que precisamos de melhorar. E estamos cheios de entusiasmo e de zelo, desejosos de ajudar e de fazer parte da obra de Deus.
Os anos passam e entramos em velocidade de cruzeiro. Casa, trabalho, família, cultos. Tantas coisas para fazer, e parece que o tempo não chega para nada. Até somos assíduos na igreja e servimos nalguma área. Usamos as palavras certas quando falamos com os nossos irmãos, ou quando nos pedem para orar. Qualquer pessoa à nossa volta dirá que tudo está bem na nossa vida.
Mas está mesmo tudo bem? O zelo continua a encher o nosso coração? Reconhecemos que ainda muita coisa em nós precisa de ser mudada? Continuamos a crer que só pela graça de Deus somos salvos? O nosso testemunho, a nossa forma de agir, é uniforme quer estejamos na igreja ou não? A nossa caminhada cristã continua em progresso? O Senhor toma o primeiro lugar na nossa vida? Ou será que qualquer desculpa é boa para não orar? Que já lemos a Bíblia de Génesis a Apocalipse e achamos suficiente? Que julgamos que até nem somos tão más pessoas, - afinal de contas, até servimos na igreja, - que outros estão muito piores? Que a nossa vida cristã está estagnada? Que o nosso testemunho é performativo - apenas aparece quando há outros crentes por perto? Que um ou vários assuntos são mais prioritários do que a nossa vida espiritual?
Jesus nos avisa de que muitos no fim dos tempos chegarão a Jesus e apontarão para as suas obras. Para o quanto serviram. Para os milagres e maravilhas que realizaram em nome de Jesus. Mas o Senhor lhes responderá que não os conhece. Porque apesar das suas obras e dos seus atos, os seus corações permaneceram agarrados ao pecado e longe de Deus. Porque os nossos sacrifícios e atos, por muito bons que sejam, não podem substituir um coração verdadeiramente arrependido e rendido. Porque a assiduidade aos cultos e a disponibilidade para servir, por muito que positivas e necessárias, não podem substituir um relacionamento pessoal com Cristo.
Temos nós esse relacionamento com Ele?

Partilhar este Post

Comments

post